Vale do Ave e Terras de Basto
Abertura
Mapa do Concelho
Mapa da Cidade
Museus
Contatos
Início Região Concelhos Património Lazer Tradição Onde Comer Onde Dormir

Património Edificado do Concelho

Citânia de Briteiros: MN, as ruínas arqueológicas são a prova da existência, neste local, de um povoado primitivo, de origem pré-romana, designado por “castro”. O espólio das escavações levadas a cabo neste espaço encontra-se em exposição no Museu Arqueológico Martins Sarmento. Citânia de Sabroso: MN, povoado fortificado da Idade do Ferro, em Sande S. Lourenço. Lápide das Taipas: MN, junto à igreja paroquial de Caldelas. Estação Arqueológica da Penha: IIP, da ocupação deste castro parecem restar tão somente fragmentos de diversos materiais arqueológicos. Igreja do Mosteiro de São Torcato: MN, construção de raiz visigótica que sofreu alterações no século XII, no séc. XIX foi ampliada. Campo da Ataca: diz a tradição que foi em S.Torcato que teve início a Batalha de S. Mamede, na qual D. Afonso Henriques conquistou a chefia do Condado Portucalense. Mosteiro de Santa Marinha da Costa: a classificação de IIP engloba a igreja e o escadório. Apesar dos vestígios de um templo pré-românico, que terá existido neste local, o convento data do séc. XII e foi fundado por D. Mafalda, esposa de D. Afonso Henriques. Em 1996 foi inaugurado o actual arranjo artístico-monumental que celebra este acontecimento.

Igreja de Santa Cristina de Serzedelo: na freguesia de Serzedelo; esta edificação, de características românicas, data, provavelmente do séc. XII ou XIII. Recuperada no séc. XX pela Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, foi classificada MN. Igreja de S. João de Calvos: IIP, templo medieval, em Lordelo. Igreja de Candoso S. Martinho: MN, do original templo românico já resta muito pouco, devido às várias remodelações que sofreu; situa-se em Candoso S. Martinho. Igreja Velha de S. Cipriano: construção de um românico tardio, na freguesia de Tabuadelo, está classificada IIP. Capelas do Espírito Santo (capela do séc. XVIII, em Sande S. Lourenço) e de N. Sra. da Conceição (em Azurém), ambas IIP. Paço de S. Cipriano: IIP, situado na freguesia de Tabuadelo, foi construído em 1415, embora tenha sofrido profundas alterações. Casas de Minotes (casa senhorial setecentista) e de Caneiros (solar de arquitectura Civil) ambas na freguesia Fermentões, IIP. Casas de Sezim e do Alto, esta de raiz quinhentista; ambas em Nespereira, IIP. Ponte de Serves: MN, edificada na Idade Média, na freguesia de Gondar. Ponte do Rio Ave: MN, também conhecida por Ponte das Taipas, é uma construção moderna, em Caldelas. Cruzeiros de Granito Brasonado e de Granito no lugar de Careta (edificado no século XVIII, tendo na cruz uma imagem de Cristo em bronze); ambos na freguesia de Souto S. Salvador, IIP. Igreja Velha de Santa Maria de Corvite: IIP, o templo actualmente existente foi edificado no século XVI, destacando-se pelo conjunto de pinturas a fresco que se encontram no seu interior, em Corvite. Casa de Margaride (em Mesão Frio) e Casa e Capela da Quinta de Corujeiras (em Infantas; local de residência das filhas de D. Sancho I); ambas IIP.

 

Património Edificado da Cidade

Castelo de Guimarães: MN, o castelo primitivo data do séc. X e foi mandado construir pela Condessa Mumadona. No séc. XI, vêm viver para Guimarães o Conde D. Henrique e D. Teresa, que fazem obras de ampliação do espaço. Igreja ou Capela de S. Miguel: MN, construção do início do séc. XIII, de estilo românico. Esta capela tem um grande simbolismo pela sua ligação histórica ao período da fundação da nacionalidade e ao facto de aí ter sido baptizado D. Afonso Henriques. Capela de Santa Cruz: IIP, junto ao Castelo, remonta ao ano de 1639. Paço dos Duques de Bragança: MN, casa senhorial do séc. XV. Depois de importantes obras, entre 1937 e 1959, foi aberto ao público e transformado em museu. Igreja de S. Dâmaso: a sua construção iniciou-se no início do séc. XVII, mas apenas se concluiu no século seguinte. De realçar os retábulos e os azulejos que decoram o interior da igreja. Convento de Santa Clara: o edifício onde se situa actualmente a Câmara Municipal e o Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, foi um dos mais ricos conventos de Guimarães e data do séc. XVI.

Praça de Santiago: no local onde está esta praça, existiu um templo pagão, onde S. Tiago terá colocado uma estátua da Virgem Maria. A actual praça conserva ainda a traça medieval, apesar das alterações sofridas ao longo dos tempos. Igreja de N. Sra. da Oliveira: MN, o actual edifício foi mandado construir por D. João I, em finais do séc. XIV, em consequência de um voto feito à Virgem de Oliveira, pela vitória de Aljubarrota. Padrão do Salado (ou de N. Sra. da Vitória): MN, alpendre gótico erguido no reinado de D. Afonso IV, para comemorar a Batalha do Salado. Antigos Paços do Concelho: MN, edifício do séc. XIV, da época de D. João I. No início do séc. XVII foi remodelado pelo arquitecto João Lopes de Amorim. Museu de Alberto Sampaio. Junto ao Museu, o Cruzeiro de N. Sra. da Guia, classificado MN. Igreja da Misericórdia: IIP, edifício de estilo renascença, construído nos finais do século XVI. Destaca-se o retábulo-mor de fins do séc. XVIII. Igreja de S. Domingos: templo de estrutura gótica, de finais do séc. XIV, com um pórtico barroco (1770). Esta igreja foi cedida à Ordem Terceira de S. Domingos pela Rainha D. Maria II, em 1851; já no séc. XX tornou-se a igreja paroquial da freguesia de S. Paio. É IIP e o claustro também está classificado como MN. Ao lado desta Igreja, está localizado o Museu Arqueológico Martins Sarmento. Igreja de S. Pedro: embora tenha sido mandada construir em 1737, esta igreja só fica definitivamente terminada no séc. XX. Igreja de S. Francisco: templo de raiz gótica que sofreu várias alterações ao longo dos tempos. O retábulo joanino da capela-mor é a mais importante obra deste género existente em Guimarães; IIP. São considerados também IIP os seus Frescos e o Cruzeiro situado em frente. Igreja e Oratórios de N. Sra. da Consolação e Santos Passos: IIP, também conhecida por Igreja de S. Gualter. Muralhas de Guimarães: MN, primeira linha de amuralhamento da cidade de Guimarães.

Receba
as novidades
no seu e-mail
nome:
e-mail:
Vale do Minho Vale do Lima Vale do Cávado Vale do Ave e Terras de Basto
Contactos | Mapa do site
Copyright © 2008 A Nossa Terra. Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por: Direnor