Vale do Ave e Terras de Basto
Abertura
Mapa do Concelho
Mapa da Cidade
Património
Museus
Contatos
Abação (São Tomé)
Airão São João
Airão Santa Maria
Aldão
Arosa
Atães
Azurém
Balazar
Barco
Briteiros Salvador
Briteiros Santa Leocádia
Briteiros Santo Estêvão
Brito
Caldelas (Caldas das Taipas)
Calvos
Candoso São Martinho
Candoso Santiago
Castelões
Conde
Corvite
Costa
Creixomil
Donim
Fermentões
Figueiredo
Gandarela
Gémeos
Gominhães
Gonça
Gondar
Gondomar
Guardizela
Infantas
Leitões
Longos
Lordelo
Mascotelos
Mesão Frio
Moreira de Cónegos
Nespereira
Oleiros
Oliveira do Castelo
Pencelo
Pinheiro
Polvoreira
Ponte
Prazins Santa Eufémia
Prazins Santo Tirso
Rendufe
Ronfe
Sande São Clemente
Sande São Lourenço
Sande São Martinho
Sande Vila Nova
São Faustino
São Paio
São Sebastião
São Torcato
Selho São Cristóvão
Selho São Jorge (Pevidém)
Selho S. Lourenço
Serzedo
Silvares
Souto São Salvador
Souto Santa Maria
Tabuadelo
Urgezes
Vermil
Início Região Concelhos Património Lazer Tradição Onde Comer Onde Dormir
 
SERZEDELO
 
Memória Descritiva dos Símbolos Heráldicos
Cruzes – Simbolizam a festa das Cruzes, importante festividade local.
Roda dentada – É o símbolo do desenvolvimento industrial.
Mó de moinho – Representa os moinhos, outrora existentes na freguesia.
Burelas ondadas – Justificam a presença dos rios Ave e Selho.
 
Caracterização
A 10 quilómetros de distância do município de Guimarães, a freguesia de Serzedelo está inserida numa zona maciça de rochas plutónicas, sendo uma das mais extensas do concelho. Possui dois rios que atravessam o seu território, o Selho e o Ave, separando este último a freguesia do concelho de V.N. Famalicão, fazendo ainda fronteira terrestre com Riba de Ave (Vila Nova de Famalicão). O forte da actividade económica baseia-se na indústria e comércio, estando também enraizada a actividade agrícola e a criação de gado taurino. Com uma população superior a 3000 habitantes, Serzedelo foi elevada a vila a 21 de Junho de 1995.
 
Síntese Histórica
O topónimo da freguesia deriva de Zersedelo e Zercedello, que antes de se fixar como Serzedelo se intitulava Cerzedelo, estando este nome documentado com registos em 1038 e nas Inquirições de 1220. Este étimo latino provém do nome feminino ‘quercus’, que significa carvalho, bem como da sua família de palavras, ‘querquetum’ e ‘quercetun’. Coincidência ou facto objectivo, o manto verde que predomina na freguesia faz-se de carvalhos, além de pinheiros, castanheiros e eucaliptos. Outrora dividida por várias terras, hoje lugares, da posse do Mosteiro de Serzedelo, era o de São Bartolomeu de Niscra o mais antigo, tendo sido sede de freguesia na época das Inquirições Afonsinas. Posteriormente, em 1840, Serzedelo pertenceu ao concelho de Vila Nova de Famalicão, incorporando-se no concelho vimaranense apenas em 1853. A sua Igreja Românica de Santa Cristina é peça vital do património da vila e do concelho, constituindo-se como um dos núcleos religiosos de maior atracção na região Entre-Douro e Minho. Este Monumento Nacional é oriundo do século XIII, sendo composto por uma “nave única com capela-mor rectangular”. Marcante na vila de Serzedelo é também a Festa das Cruzes, celebrada no 1º Domingo de Maio. Consta que tem relação com a Festa das Cruzes realizada em Barcelos, pelo facto de um ou vários lugares da freguesia ter pertencido ao Termo de Barcelos. Esta festividade é constituída por 16 cruzes, de origem latina e feitas de madeira de carvalho e símbolos litúrgicos, havendo no primeiro momento a Procissão do Senhor aos Entrevados – o pároco visita os doentes motores, comungando-os – seguindo-se a Procissão das Cruzes, na qual, desde 1996, se celebra a Via Lucis, semelhante à Via Sacra.
 
Património Cultural Imóvel
Igreja Românica de Santa Cristina (Monumento Nacional), Igreja Paroquial, Capela do Senhor do Calvário, Capela de São Bartolomeu, Capela de São Pedro, Capela das Senhoras do Monte, Capela de São João. Ponte Romana de Soeiro e Alminhas de Soeiro.
 
Padroeiro/Festividades
Santa Cristina (Padroeira - 24 de Julho), Festa das Cruzes (3 de Maio), São Pedro (29 de Julho) e São Bartolomeu (24 de Agosto).
 
Locais de Interesse Turístico
Miradouro das Senhoras do Monte, margem do rio Selho e Igreja Românica de Santa Cristina (Monumento Nacional) - De arquitectura religiosa, românica, gótica, quinhentista e barroca, é uma importante referência patrimonial, sendo um dos poucos exemplares em Portugal que ainda conserva o exonártex, praticamente intacto, cuja função inicial seria funerária. Igreja monacal de estrutura românica, composta por exonártex fechado, nave única, capela-mor, primitiva capela funerária gótica, usada posteriormente como sacristia, adossada lateralmente à capela-mor e muro campanário junto à fachada principal. Os portais deste espaço apresentam arquivoltas ligeiramente quebradas seguindo uma solução de transição para o gótico. No interior dispõe de coberturas em madeira, na capela-mor em masseira decorada por caixotões de talha barrocos. Pavimentos em taburnos no exonártex e nave e em laje de granito na capela-mor e sacristia. Nesta lindíssima igreja podemos encontrar pinturas murais quinhentistas, com decoração de arabescos e representação de Santos.
 
Lenda
São Bartolomeu – Diz-se que quando as crianças tinham medo de andar, os pais as levavam a dar três voltas à capela de S. Bartolomeu levando na mão uma face deste santo, com o objectivo de afastar o receio. Assim que terminavam lanchavam, deixando ficar o que sobrava, depositado à entrada da capela num local próprio (uma espécie de púlpito). Os pássaros encarregar-se-iam de os levar simbolizando dessa forma a perca do medo das crianças.
 
Filhos Ilustres da Terra
Arnaldo de Sousa Dantas da Gama - Jornalista e escritor romancista “ O Segredo do Abade” (1828-1869)
Torres Carneiro - Benemérito (1860-1933)
 
Freguesia em Números
Área (i): 514,45ha
Abastecimento de Água - Rede Pública (ii): 80%
Saneamento Básico (ii): 80%
Iluminação Pública (ii): 100%
Transportes (ii): Arriva
Habitantes (iii): 3680 (H-1804 M-1876) Eleitores (iv): 3492 (H-1710 M-1782)
Alojamento (iii): 1500                           Famílias (iii): 1251
Faixas Etárias (iii): 0/14-489 15/24-467 25/64-2204 65 ou mais-520
Habilitações (iii): Nenhuma-670 Básico-2455 Secundário-393 Superior-162
[Fontes: i. Câmara Municipal Guimarães; ii. Junta Freguesia; iii. INE Censos 2011; iv. DGAI]
 
Serviços
Estação de Serviço, Farmácia, CTT, Clínica Dentária, Consultório Médico, Laboratórios de Análises Clínicas (2), Consultórios de Fisioterapia (2) e Multibanco.
 
Equipamento e Serviço Social
Casa do Povo (com Creche e Jardim de Infância), Escola Básica do 1º Ciclo (com Cantina Escolar), Centro Social (com Centro de Dia e Apoio Domiciliário), Unidade de Saúde Familiar;
Campo de Futebol, Salão Paroquial e Viatura (trabalho).
 
Movimento Associativo
Casa do Povo de Serzedelo
Telefone: 253 533 914    
Fundação: 1945
Actividades: Creche, jardim de infância e rancho folclórico
C.E.A.J. – Centro de Entretenimento e Apoio à Juventude
Telefone: 914 861 613    
Fundação:1998
Actividades: Culturais
Centro Social Paroquial de Serzedelo
Telefone: 253 531 792
Fundação: 1989
Actividades: Centro de dia e apoio domiciliário – idosos e deficientes
Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento Nº 84
Telefone: 961 219 135
Fundação: 1952
Actividades: Escutismo
Grupo Coral de Serzedelo
Telefone: 918 539 357
Fundação: 1982
Actividades: Cântico litúrgico e de mensagem
Grupo Desportivo de Serzedelo
Telefone: 253 531 904
Fundação: 1967
Actividades: Futebol
 
Órgãos de Informação
Jornal “O Selho”
Propriedade/Editor: Eliseu Sampaio            
Fundação: 2012
Telefone: 910 310 080                                  
 Periodicidade: Mensal
Boletim Informativo Interparoquial “Palavra”
Propriedade/Editor:    Fábrica da Igreja de Serzedelo         
Fundação: 2009
Telefone: 253 415 896                                  
Periodicidade: Mensal
 
Pároco
José Ferreira Marques    
Telefone: 253 532 455
                                                          
Junta de Freguesia
Morada: Rua do Grupo Desportivo, nº 23  
              4765-533 Serzedelo
Coordenadas GPS: N 41º 24’19.67”/ W 8º 21’59.73”
Telefone: 253 532 236
E-mail: junta.serzedelo@gmail.com
Site: www.freguesiaserzedelo.pt
Horário de Funcionamento: 2ª a 6ª feira 09h00-12h00/14h00-17h30
Presidente: Raúl Manuel Cardoso Peixoto (1º mandato)
Secretário: Manuel Alves Silva
Tesoureiro: José Carlos Faria Alves
 
Destaque
Festa das Cruzes
Com a duração de quatro dias, a Festa das Cruzes, constitui um dos momentos mais intensamente vividos pela população da freguesia de Serzedelo e do concelho de Guimarães. Simbolicamente marcada, pela existência de dezasseis cruzes, estas são entregues por herança aos filhos mais velhos da casa e de geração em geração, sendo consideradas património de família. Pode, no entanto deixar-se a cruz a quem se julgar mais digno de respeitar a sua conservação e participação na festa. São dezasseis cruzes feitas de madeira de carvalho ou de castanho, com a espessura de 3,5 cm e a altura máxima de 2 metros e apresentam símbolos litúrgicos e profanos, esculpidos de modo a permitirem o adornamento com flores naturais. Com longa tradição em Serzedelo, a Festa das Cruzes é ainda embelezada por um magnífico tapete em flores, com uma extensão de vários quilómetros, elaborado por mãos hábeis e generosas, movidas pelo gosto e preservação de antigos hábitos e costumes. Festejada com as componentes próprias da tradição, as duas procissões, a Procissão do Senhor aos Entrevados e a Procissão das Cruzes, que se realizam no domingo são momentos solenes de grande importância. Na primeira, o pároco vai levar a comunhão aos doentes, em suas casas, enquanto os fiéis vão alternando cânticos eucarísticos com a oração do rosário. A Procissão das Cruzes, é iniciada pelo Círio Pascal, seguindo-se dezasseis adolescentes com velas acesas, que vão ficando junto de cada uma das cruzes enfeitadas de flores. O pároco pára diante de cada cruz, fazendo o ritual de cada glória e dando a bênção com o Santo Lenho sobre a família. Este cerimonial repete-se ao longo das dezasseis cruzes. No entanto, este é um evento que conta com a presença de milhares de pessoas provenientes de diferentes regiões e que engloba também inúmeras iniciativas culturais e recreativas, merecendo especial referência a corrida de cavalos a galope, as actuações de conjuntos musicais diversos e as sessões de fogo-de-artifício.
 
Receba
as novidades
no seu e-mail
nome:
e-mail:
Vale do Minho Vale do Lima Vale do Cávado Vale do Ave e Terras de Basto
Contactos | Mapa do site
Copyright © 2008 A Nossa Terra. Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por: Direnor